Hoje: SHAVUÓT celebra a outorga da Torá no monte Sinai há 3333 anos

A Torá é outorgada em 1313 AEC - Assim, Completando, este ano 5781 (2021 calendário gregoriano) já 3333 anos.


 A Leitura para este dia 6 de SIVAN 5781 (17 de Maio 2021), é:

"No terceiro mês depois de o povo de Yisra'el ter saido da terra do Egito, nesse mesmo dia, eles chegaram ao deserto do Sinai. Depois da partida de Refidime da chegada ao deserto do Sinai, eles acamparam no deserto; ali, diante da montanha Uisra'el acampou. Mosheh subiu até D-us, e ADOANIA chamou-o da montanha: "Eis o que você deve dizer a casa de ya'akov, o que falará ao povo de Yisra'el." Sh'mot [Êxodo]  19 versos 1  a 3. - Devemos ler todo o capítulo neste dia 6 de SIVAN. 


SHAVUOT - Os sábios que nos escreveram o Talmud, deixaram comentado que; no momento em que o Soberano D’us chegou ao monte para entregar a Torá para o Povo de Israel, foi no dia 6 de Sivan (neste ano cai a data em 17 Maio 2021 - na contagem das gentes), foi ao raiar do dia, e o ETERNO achou a comunidade de israelitas dormindo. Segundo os mestres chassídicos explicam que esta foi uma tentativa de conectá-los ao seu subconsciente, ao seu “eu” transcendente em preparação para o recebimento da sabedoria Divina. Para retificar este lapso, passamos toda a noite de Shavuot (este ano: a noite de segunda para terça-feira) estudando trechos da Torá e outras literaturas rabinicas: O tradicional programa de estudos Ticun Leil Shavuot (Retificação para a Noite de Shavuot) inclui os versículos de abertura e os versículos finais de cada livro da Torá Escrita - Tanach, todo o Livro de Ruth,  as seções de abertura e de encerramento de cada tratado do Talmud, e leituras selecionadas do Zôhar e outras obras cabalistas.

UM POUCO DE HISTÓRIA:

A Torá é outorgada em 1313 AEC - Assim, Completando, este ano 5781 (2021 calendário gregoriano) já 3333 anos.

_ No dia 6 de Sivan do ano 2448 da Criação - Numa contagem do nascimento do Messias para baixo: 1313 A.E.C, justamente à sete semanas após a saída do Egito, D’us revelou-se no Monte Sinai. Todo o povo de Israel (numa contagem de: 600.000 homens e suas famílias), bem como as almas de todas as futuras gerações de judeus, ouviram D’us declarar os primeiros dois dos Dez Mandamentos, e testemunharam a comunicação dos outros oito, de D’us para Moshê. Depois da revelação, Moshê subiu à montanha por 40 dias, para receber o restante da Torá de D’us. No Sinai, D’us rescindiu o “decreto” e “dividiu” (gezeirá) o que estava valendo desde o segundo dia da Criação, separando o espiritual e o físico em dois mundos herméticos; a partir daí, “os reinos superiores poderiam descer até os reinos inferiores, e o inferior poderia subir até o mais elevado.” Assim, nasceu a “mitsvá” – um ato físico que, pelo fato de ter sido ordenado por D’us, traz a Divindade até o mundo

_ Aconteceu o Falecimento do Rei David - 837 A.E.C
David, um descendente de Yehuda e filho de Yaacov e de Ruth, uma moabita convertida ao Judaísmo, foi ungido Rei de Israel por Shemuel em 878 AEC; todos os futuros reis legítimos de Israel eram descendentes de David, como será Mashiach, que “restaurará o reino de David à sua antiga glória”.


Apoio e conhecimento: PtShabad.org
 

Comentários